O troço da EN236, entre Alfocheira e o alto da serra, vai ser alvo de limpeza de faixas, na consequência de uma candidatura da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra

A tragédia de Pedrógão Grande – que fez 64 mortos e mais de duas centenas de feridos, além de cerca de 50 mil hectares de floresta ardida – relançou o debate sobre o ordenamento florestal e a necessidade de limpeza de faixas em redor de localidades, habitações e vias de comunicação. (…) Ricardo Fernandes, vereador responsável pela Proteção Civil, afirmou que a Câmara Municipal da Lousã fez e continua a fazer diligências no sentido de promover a silvicultura preventiva. “Fizemos agora o que fazemos todos os anos que é a contratação de uma entidade para limpeza de faixas em redor para defesa das aldeias”, referiu este responsável. O vereador adiantou ainda que a EN236 – aquela que foi apelidada por estrada da morte porque nela morreram carbonizadas cerca de 40 pessoas a tentarem escapar das chamas – vai ser alvo de limpezas, no âmbito de uma candidatura da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra, que já tinha sido aprovada antes dos incêndios (…)

Leia estas e outras notícias na edição 1356, de 6 de julho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *