O executivo camarário aprovou no dia 4 as taxas da Derrama, IMI e IRS, a cobrar no próximo ano. As percentagens não sofrem alterações em relação a 2017. PSD votou contra a taxa de IMI

Relativamente ao Imposto Municipal de Imóveis (IMI), a taxa a cobrar pelo Município pelos prédios rústicos é de 0,8%, o que equivale à taxa máxima, e pelos prédios urbanos é de 0,4%, sendo que o máximo a aplicar seria de 0,45%, de acordo com o Código do Imposto Municipal sobre Imóveis (CIMI). A proposta não mereceu a concordância do único vereador do PSD, Joaquim Lourenço, que votou contra, enfatizando “que a Lousã deveria governar com uma receita de IMI mais baixa”. “Julgo que seria possível”, salientou