Incubadora envolve financiamento comunitário e investidores sociais. Prevê criar 36 pequenas empresas e a fase de candidaturas já arrancou

Transformar o ciclo vicioso da exclusão, no ciclo virtuoso da inclusão e do desenvolvimento local sustentável é o mote para o projeto Microninho – Incubadora Social, promovido pela Associação de Desenvolvimento Social e Cultural dos Cinco Lugares, que vai abranger os municípios da Lousã, Condeixa-a-Nova, Penela e Poiares. A assinatura dos protocolos com os municípios aderentes, que serão também investidores sociais, com a Dueceira e com a Universidade de Coimbra (UC), que funcionarão como parceiros, foi realizada no dia 6 de setembro, nos Paços do Concelho da Lousã. O programa pretende apoiar 240 novos beneficiários e respetivas famílias, em situação de desemprego ou exclusão social, e prevê-se a criação de 36 novas empresas e que 140 pessoas regressem ao mercado de trabalho.