Alunos da turma de Economia C do 12.º ano da Escola Secundária da Lousã participaram no dia 13, quarta-feira, em sessões de julgamento simuladas, em que foram os próprios estudantes os protagonistas dos casos apresentados na sala de audiências no Tribunal Judicial da Lousã. Desempenharam papéis de magistrados, advogados, testemunhas e arguidos, numa postura anteriormente preparada que foi convincente para o público presente.

As sessões de julgamento consistiram na apresentação de dois casos que resultaram na condenação dos arguidos, um pelo crime de discriminação e incitamento ao ódio e violência através da rede social facebook e, um segundo, pelo crime de auxílio à imigração ilegal.

A atividade permitiu que alguns alunos entrassem pela primeira vez num tribunal e tomassem o primeiro contacto com o vocabulário judicial, bem como com o funcionamento de uma sessão de julgamento. Inseriu-se no “Justiça para Todos”, projeto de promoção e defesa dos valores democráticos colocando a Educação para a Justiça e o Direito (em especial os Direitos Humanos, direitos das minorias e não discriminação) como ferramenta cívica fundamental num Estado de Direito.

Continua an edição impressa do Trevim n.º 1368