“Eu sou um desenhador que pinta”. Assim se autodescreveu Mário Inácio, o artista convidado para expor na sede da Cooperativa Trevim e cuja mostra de pintura já se encontra disponível para visita. A inauguração decorreu sábado, dia 10, e contou com familiares e amigos do artista, bem como companheiros do projeto “Miminhos dos Avós”.

Sendo um contador de histórias nato, Mário Inácio conta os seus “percursos” de vida nesta mostra individual, em que cada quadro é um conto (ou mais!). Neste sentido falou Celeste Garção, do grupo responsável pelas comemorações dos 50 anos do jornal Trevim. “Este homem não é só um pintor, ele tem outro pincel que é a caneta, é um ótimo cronista e contador de histórias”, salientou a responsável, agradecendo ao pintor ter acedido ao convite de expor as suas obras na sala de exposições da Cooperativa Trevim. “Um espaço que pretendemos abrir à comunidade”, referiu o presidente da direção desta coletividade, Paulo Peralta, demonstrando recetividade para mostras de qualquer forma de arte, seja fotografia, escultura, desenho, e outras.

Grato pela oportunidade de expor no Trevim, Mário Inácio, visivelmente contente, agradeceu aos dois mestres da sua vida, José Eliseu (Filho) e Sérgio Eliseu, que lhe ensinaram “a pintar e o que é pintar”. O atelier de ambos, em Serpins, tem-lhe servido de escola.

E dos “percursos” de Mário Inácio também falou Sérgio Eliseu. “Estão aqui definidos ‘percursos técnicos’, as noções de desenho, de rigor e sobriedade, como também os percursos das histórias que nos traz”.

Os quadros da vida quotidiana de Angola, com cores vivas e vibrantes de África, são complementados com paisagens portuguesas, onde o património da Lousã não foi esquecido. A organização convida a uma visita, até ao dia 30 de abril.

 

Cooperativa Trevim comemora 39 anos

Detentora do jornal Trevim, a Cooperativa assinalou dia 3 de março os seus 39 anos. Para celebrar o aniversário, a coletividade reuniu os órgãos sociais para delinear a continuidade das comemorações dos 50 anos do jornal. Comemorações essas que deverão terminar com a realização de uma gala em outubro próximo. À reunião, seguiu-se um pequeno lanche convívio entre dirigentes e colaboradores, para marcar a data em que o Trevim teve a necessidade de criar uma organização que fosse o seu suporte legal e financeiro, a Cooperativa.