O Aeródromo da Lousã tem disponível desde 12 de maio, um helicóptero de primeira intervenção e combate inicial a incêndios florestais

Um helicóptero ligeiro está operacional desde 12 de maio no Aeródromo da Lousã, para primeira intervenção em incêndios florestais numa área até 40 quilómetros. Além do piloto e de cinco elementos do Grupo de Intervenção e Socorro (GIPS) da GNR, o aparelho tem capacidade de transporte de cerca de 700 litros de água no balde.

Continua na edição impressa do Trevim n.º 1380

Soraia Santos