Para os habitantes de Ceira dos Vales tecer tapetes de flores já é um hábito que se renova todos os anos. Cada morador, na zona da sua casa e na dos seus familiares, trata de enfeitar a estrada com as flores que tem mais facilidade em encontrar. Tudo para receber da forma mais vistosa e perfumada possível, a procissão de velas em honra da Senhora de Fátima, que decorreu no sábado, 26 de maio, a partir das 21:00, após a celebração da Eucaristia.

“Quase toda a população fica envolvida. Cada pessoa arranja e pinta as fitas. E vamos buscar fetos, funcho, malmequeres e outra vegetação ao meio ambiente. Colhemos rosas, mas isso depende de cada morador”, conta-nos Joana Cortês, natural da aldeia, que aprecia esta tradição.

Continua na edição impressa do Trevim n.º 1380