A formação de juniores do Clube Desportivo Lousanense levantou a taça AFC ao bater o Condeixa por 1-2, num jogo disputado no sábado no Estádio Sérgio Conceição, em Taveiro. Aparentando algum nervosismo na fase inicial, a turma da Lousã, com uma postura mais calculista, viria a adiantar-se no marcador ao minuto 28, por Sequeira, na sequência de um canto apontado por Danilo. Os de Condeixa poderiam ter almejado o empate ainda antes do intervalo, mas as tentativas saíram goradas.

O equilíbrio foi nota dominante no reinício do jogo, com um Condeixa mais decidido mas sem conseguir abrir brechas no último reduto Lousanense. Após algumas mexidas no onze, começou a dispor de algumas oportunidades, tendo chegado ao empate através de uma grande penalidade algo contestada pela formação lousanense.

Num ímpeto final, os comandados de Tiago Felgar, que apresentavam já alguns sinais de cansaço, dispuseram de duas oportunidades, ainda antes de selarem o resultado final em 1-2, por intermédio de Luís Bento.

“Conseguimos jogar o que tínhamos preparado”, referiu Tiago Felgar, em declarações ao Trevim. “Pese embora o nervosismo inicial, jogámos de forma respeitosa e cautelosa” com a dificuldade acrescida de habitualmente “treinarmos e jogarmos em sintético, e o jogo ter decorrido num campo relvado”. O treinador lembrou as dificuldades ao longo da época, com o abandono de vários jogadores, seja por razões pessoais, profissionais ou outras. E lamentou a onda de lesões que condicionou em muito uma época que teve alguns pontos altos, como a vitória no reduto da Naval, futura campeã do distrital e a meia-final da Taça ganha ao Poiares.

Numa primeira experiência como técnico principal, Tiago quer “refletir sobre o que há a retirar dum primeiro ano como treinador”, sendo certo que já recebeu convites para continuar na formação lousanense.