O arraial realizou-se pela quarta vez consecutiva, após uma paragem de mais de 20 anos, período no qual só eram realizadas missas dominicais. O regresso a esta tradição surgiu em 2014, quando Paula Gonçalves, da Comissão da Capela de Ramalhais, ficou incumbida com outros elementos do lugar por recriar a festa que outrora incluiu uma procissão, bailes e vários momentos de convívio.

Desta feita, Paula Gonçalves aliou-se a Luís Pinto na organização do certame, acompanhados por todos os que quiseram ajudar. “Não há comissão de festas, não há mordomos”, conta, sublinhando que todos se juntaram para não deixar cair a tradição”.

Leia a notícia completa na edição impressa do Trevim nº 1388