A instalação de um sistema de videovigilância de incêndios rurais na Serra da Lousã foi a proposta vencedora do Orçamento Participativo da Lousã (OPL) de 2018, com 348 votos, o correspondente a 22,5% da votação total.

A proposta foi apresentada por José Catarino e António Lima, residentes em Vilarinho e na Lousã, respetivamente. À conversa com o Trevim, José Catarino explicou o projeto: “pretende-se a instalação de dez câmaras de longo alcance em pontos estratégicos que vigiem toda a Serra da Lousã”, referiu, acrescentando que o projeto foi elaborado em colaboração com um professor da Escola Profissional da Lousã (EPL).

De acordo com José Catarino, “o sistema já existe nos concelhos de Pedrógão Grande e na Sertã e nós agora gostaríamos de as instalar aqui para que os concelhos fiquem interligados pela videovigilância”, rematou.

Leia a notícia completa na edição impressa do Trevim n.º 1390