“É preciso desmitificar a ideia de que só as pessoas ditas normais têm direito ao amor”. A frase é de Carolina Cruz, autora do livro “O coração vive de sorrisos”, apresentado dia 5 de dezembro, no auditório da Biblioteca Municipal da Lousã.

Ana Simão, autora de “A menina dos ossos de cristal”, apresentou o livro, destacando um dos aspetos essenciais da obra. “Este não é apenas um livro, é um hino à vida”. “Tem uma estrutura curiosa, dividida em cinco histórias, com cinco protagonistas. A Carolina desafia-nos a vivermos com ela as vidas destas personagens”, referiu, salientando, no entanto, não serem “histórias cor-de-rosa”.

“O coração vive de sorrisos” é uma obra que conta as vidas fictícias de Cláudio (adulto com paralisia cerebral), da Alice (adolescente com Síndrome de Down), Samuel (um jovem adulto com esquizofrenia), da Madalena (menina de 13 anos, com síndrome de Tourette) e da Maria Inês (adolescente com síndrome de Asperger). Cinco personagens criadas por esta lousanense que, licenciada em Animação Socioeducativa, fez voluntariado em Lisboa em que, através de críticas cinematográficas, percebeu que as pessoas portadoras de deficiência não eram representadas nas películas, como tendo direito ao amor.

Leia a notícia completa na edição impressa do Trevim n.º 1394