Por ideia de rapazes que gostavam muito de música, nasciam há 35 anos, em Miranda do Corvo, os “Harmonia”. O primeiro ensaio aconteceu no convento de Semide, por iniciativa dos jovens idealistas e aventureiros. Fez parte desta formação inicial, Fausto Assunção, o “homem das teclas” que pertencia a vários conjuntos na altura, entre os quais o “Sugestão”. “Na altura não havia grupos destes. Não foi fácil, íamos fazer concorrência às filarmónicas”, referiu ao Trevim, durante o almoço-convívio de 9 de dezembro, em que se juntaram no Centro de Dia das Gândaras, antigos e atuais elementos e suas famílias.

“É com imenso prazer que dedicamos este aniversário aos fundadores, aos que deram e estão a dar continuidade a este projeto”, referiu o atual maestro, Valter Correia, lembrando também os que já partiram, cujas famílias foram convidadas a estar presentes e que irão receber a lembrança da efeméride, distribuída aos elementos do grupo, à Associação Recreativa Cultural e Social das Gândaras que serviu o almoço e ainda ao jornal Trevim.

Ao longo de 35 anos, o grupo já contou com 38 elementos, tendo atualmente nove pessoas, vindas de vários concelhos, nomeadamente Lousã, Miranda do Corvo e Figueiró dos Vinhos. No almoço, compareceram 11 elementos que já não fazem parte da formação. “Muitos tiveram de sair devido à idade, outros por motivos de trabalho, seis já faleceram”, informou Valter Correia.

Leia a notícia completa na edição impressa do Trevim n.º 1394