Durante cinco dias, de 2 a 6 de janeiro, o Rancho Folclórico e Etnográfico de Vilarinho levou a tradição de Cantar os Reis a todos os lugares da extinta freguesia de Vilarinho. Este é um costume ao qual a população já se habituou.

O Boque foi um dos últimos lugares a percorrer, levando até alguns moradores a julgar que o grupo já não passaria por lá. “Estava a ver que vocês não vinham este ano cantar as janeiras. Já tinha aqui o dinheiro de parte para vocês”, relata-nos Aldina Martins, um dos elementos do rancho, confessando que sente muitas vezes uma gratidão sincera por parte de quem recebe os visitantes.

Como foram necessários cinco dias para percorrer as localidades, o grupo teve de ser dividido, pelo que não existe nenhuma fotografia em que estejam todos os membros. Segundo Aldina Martins, as verbas angariadas neste peditório anual têm como destino ajudar às despesas do grupo, sobretudo nas viagens, uma vez que o ano anterior o rancho “recusou muitas saídas” pela falta de dinheiro para as deslocações.