A Portugal Inovação Social tem um milhão de euros para atribuir a projetos sociais nos 19 concelhos afetados pelos incêndios de 2017, entre os quais se inclui a Lousã. As candidaturas estão abertas até ao dia 28 de fevereiro e acolhem iniciativas que visem a implementação de “soluções inovadoras (…) que visem a resolução e mitigação de problemas sociais nas áreas do envelhecimento, saúde, educação, justiça, proteção social, inclusão e emprego”.

Podem candidatar-se a fundos entidades privadas, como associações, IPSS’s, fundações, cooperativas, misericórdias, e mutualidades, bem como associações e fundações públicas. Setenta por cento do valor total de investimento é assegurado pelo Fundo Social Europeu e pelo Orçamento de Estado através do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego. Os restantes 30% de investimento devem ser assegurados por um ou vários investidores sociais – públicos ou privados.

Foto de José Luís Santos

Continua na edição impressa do Trevim n.º 1396