“Não preciso de medalhas para perceber que estamos a percorrer um excelente caminho na nossa Academia! Mas confesso que receber o prémio de melhor coreografia a concurso, escalão infantil, me deixou completamente rendida”, confessou a diretora da Academia de Bailado da Lousã, Joana Ruas, na sua página do facebook. A coreografia “Bella Ciao”, protagonizada por 17 bailarinas, acabou por arrebatar o prémio especial do júri internacional do Dance World Cup 2019, que decorreu de 1 a 7 de março, no Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz. Mas não foi o único prémio trazido pela academia lousanense. No conjunto dos dois dias em que esteve em competição, alcançou seis medalhas de ouro, três de prata e duas de bronze.  Estiveram presentes bailarinos e artistas dos seis aos 14 anos tendo a ABL estado entre as três escolas mais premiadas nestes dois escalões. “Afinal, andar a bater nas pandeiretas tanto tempo acabou por nos trazer um final ainda mais feliz”, acrescentou a também professora de ballet, criadora das coreografias.

A participação nesta competição foi também feliz para Eduardo Bolsa, ex-aluno da ABL e atual discente do Conservatório Internacional Annarella Sanchez, de Leiria. O jovem lousanense obteve três medalhas de ouro e três de bronze, tendo alcançado o apuramento nas seis categorias a que concorreu, quer como solista (ballet e dança contemporânea), quer em grupo.