No dia 8 de março, cerca de três dezenas de pessoas festejaram o 40.º aniversário da Cooperativa Trevim, um projeto coletivo constituído a 3 de março de 1979 com o objetivo de promover a cultura lousanense e assegurar a continuidade do jornal Trevim, fundado 12 anos antes.

Durante um jantar no restaurante “Manjar da Deus”, cooperantes e amigos partilharam momentos vividos ao longo das quatro décadas mas também ideias sobre quais os próximos passos da cooperativa. “É um momento bonito, ter resistido a 40 anos e estou orgulhoso por, embora modestamente, ter feito parte da sua vida”, disse Osvaldo Rosa, de 91 anos, que acompanha a entidade praticamente desde o início.

“Assim o jornal continuará a estar na nossa senda enquanto prioridade, enquanto motor da cooperativa no sentido de continuarmos a ser um jornal imparcial, que noticie o que as pessoas querem ver noticiado e que consiga conquistar os jovens”, lançou Paulo Peralta, atual presidente da direção da Cooperativa Trevim. Em véspera de eleições, agendadas para dia 29 de março, o dirigente apontou várias linhas de orientação para o próximo biénio.

“Numa altura em que a cooperativa está a dar passos importantes como a aquisição da sede da cooperativa, é importante a angariação de sócios de forma a que haja sustentabilidade do projeto”, reforçou, anunciando que é objetivo da entidade envolver “as escolas e os jovens no jornal e na cooperativa”. “As escolas são também um objetivo no sentido de colaborarmos todos para a melhoria da cultura da nossa terra”, acrescentou.

 

Leia mais na edição impressa do Trevim n.º 1400