Decorre até 30 de novembro, a Semana da Igualdade e Não Discriminação, um conjunto de concertos e exposições promovido pela Câmara Municipal da Lousã em parceria com diversas entidades.

Na sexta-feira, dia 22, o Centro Vida Abundante, junto à estação ferroviária, acolhe o quadro cénico “No meu olhar nasceu outro olhar”, pelo grupo de teatro Barraca Preta, que atua pelas 21:00, na evocação do Dia Internacional para a Eliminação da Violência contras as Mulheres, assinalado a 25 de novembro. Após o espetáculo de teatro segue-se um debate sobre a temática “violência no namoro” com a participação de Ana Parada da Costa, membro do Conselho Consultivo das ONG da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género e Juíza Social no Tribunal de Família e Menores da Comarca de Coimbra.

Segunda-feira, dia 25, para assinalar a mesma efeméride, realiza-se na Biblioteca Municipal, também pelas 21:00, o concerto “Cruzamento e Enlaces” a cargo do quarteto de cordas da Orquestra Clássica do Centro com o solista convidado Jorge Caeiro, no acordeão.

No dia 30, em celebração do Dia Internacional das Cidades Educadores, que este ano assume o lema “Escutar a Cidade para a transformar”, alunos do Agrupamento de Escolas interpretam o Hino das Cidades Educadoras, em contexto escolar, que será gravado e posteriormente divulgado.

Refira-se que ainda no âmbito da Semana da Igualdade e Não Discriminação, está em exposição, até dia 29, na Biblioteca Municipal, a exposição “O Silêncio Mata”, uma instalação que pretende sensibilizar o público para a temática da violência, através de elementos estáticos que chocam, mas obrigam a refletir. Já no âmbito do 30.º Aniversário da Convenção dos Direitos das Crianças, esteve no dia 20, no mesmo local e também nas bibliotecas escolares a exposição “Estendal dos Direitos das Crianças”. Ainda no mesmo abriu, também na Biblioteca Municipal, a mostra “O Quarto”, organizada pela Associação Pedrinhas, que contou com um workshop com crianças.