Mais de duas centenas de pessoas associaram-se na tarde de domingo, dia 9 de fevereiro, à inauguração e bênção da Ponte do Boque sobre o rio Ceira.

Iniciada a cerimónia com breve historial da travessia centenária, Avelina Carvalho, com 86 anos, residente no lugar do Boque, explicou que a primeira ligação entre margens foi destruída com a cheia real de 1909. Face à tragédia, acrescentava que foi disponibilizado um pequeno barco sem comodidade e segurança para fazer a travessia.

Leia a notícia completa na edição impressa do TREVIM N.º1424