loader

Cinco mil hectares e sete primeiras habitações atingidas pelo fogo

O incêndio que assolou o concelho da Lousã nos dias 15 e 16 queimou cinco mil hectares de área florestal e deixou inúmeros prejuízos materiais e ambientais
A freguesia de Serpins foi a que mais sofreu, onde sete casas de primeira habitação foram afetadas pelas chamas, quatro com perda total. Doze pessoas ficaram desalojadas, empresas foram destruídas, um pavilhão industrial, instalações de empresas florestais, explorações agrícolas e pecuárias (caprinicultura), bem como alguns equipamentos e infraestruturas públicas e privadas. João Pereira, presidente da Junta, confirmou ao Trevim que todas as localidades da freguesia foram afetadas pelas chamas. Mas o fogo chegou também ao Boque, Casais, Prilhão, Reguengo, Covão, Boiça, Ribeira Maior, Cabanões, Ceira dos Vales e Casal de Ermio, nas freguesias vizinhas.
Luís Antunes, presidente da Câmara da Lousã, admitiu que os meios operacionais mobilizados para o fogo que lavrou no concelho “não foram suficientes” para fazer face a todas as frentes do incêndio, que começou ao início da manhã de domingo, dia 15, próximo de Prihão, e só na terça-feira seguinte foi considerado dominado às primeiras horas da madrugada. “Em muitos momentos, os agentes da proteção civil não foram suficientes para todas as situações que tivemos. Houve falta de meios, atendendo à dimensão do incêndio e à sua complexidade”, referiu à comunicação social, à entrada do Aeródromo da Lousã. O edil frisou também que se registaram “falhas de comunicação” entre os operacionais, sobretudo no dia de domingo, facto que dificultou “a coordenação de meios” no terreno durante o incêndio.
Impulsionadas pelo forte vento, as chamas rapidamente evoluíram em direção ao Entroncamento e S. Miguel de Poiares, atingindo também os concelhos de Góis, Penacova e Arganil. Na terça-feira, dia 17, o primeiro-ministro António Costa reuniu na Lousã com Luís Antunes e os outros presidentes de Câmara dos concelhos da região mais afetados pelos incêndios de domingo, com vista a uma primeira avaliação da destruição.

Continua na edição impressa do Trevim nº 1364

Tags:
Autor: Jornal Trevim

0 Comentários

Meteorologia

Artigos relacionados

Trevim: Leia também ‘Como eu vejo os Monumentos’ na Casa das Condessinhas Cultura
01 Dez 2022 12:20 PM

Está patente na Casa das Condessinhas, turismo de habitação na zona histórica da Lousã, a exposição de desenho ‘Como vejo os Monumentos’, de Eurico Ladeira. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também Arte-Via leva modelo do FLII a outros continentes Cultura
01 Dez 2022 12:18 PM

A escritora Ana Filomena Amaral partilhou na Nigéria, no dia 22, alguns dos "bons resultados" alcançados na realização do Festival Literário Internacional do Interior (FLII) ao longo de cinco anos. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também A ruralidade de Saramago em “As Pequenas Memórias” Cultura
01 Dez 2022 12:14 PM

Maria Celeste Garção No dia 19 de novembro, a Liga de Amigos do Museu Etnográfico Dr. Louzã Henriques (LAMELH), celebrou o centenário de Saramago, nascido a 16 de novembro de 1922, na Azinhaga do Ribatejo. Leia a notícia completa na...

Ler artigo
Trevim: Leia também Francisco Gonçalves ganha um lugar no pódio na prova mais importante do Circuito Nacional Desporto
01 Dez 2022 12:08 PM

Adriana Carvalho Durante os dias 12 e 13 de novembro, os nossos atletas não seniores do Cabril-Serpins participaram na prova de maior importância do circuito nacional do calendário da Federação Portuguesa de Badminton, deste mesmo escalão. Leia a notícia completa...

Ler artigo
Trevim: Leia também Rugby Club da Lousã continua a somar vitórias Desporto
01 Dez 2022 12:02 PM

As equipas de sub-16 e de sub-19 do Rugby Club da Lousã deslocaram-se à Trofa onde defrontaram os  Espartanos,  um novo clube daquela cidade. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também ‘Quase Congresso de Música Afetiva’  em Serpins Cultura
01 Dez 2022 12:00 PM

A associação ‘A Música Portuguesa a Gostar dela Própria’ (MPGDP) organiza o ‘Quase Congresso de Música Afetiva’ a 8 de dezembro, na sede do Rancho Folclórico Flores de Serpins. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Definições de Cookies

A TREVIM pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são essenciais para fornecer serviços disponíveis no nosso site e permitir que possa usar determinados recursos no nosso site.
Estes cookies são usados ​​para fornecer uma experiência mais personalizada no nosso site e para lembrar as escolhas que faz ao usar o nosso site.
Estes cookies são usados ​​para coletar informações para analisar o tráfego no nosso site e entender como é que os visitantes estão a usar o nosso site.

Cookies estritamente necessários Estes cookies são essenciais para fornecer serviços disponíveis no nosso site e permitir que possa usar determinados recursos no nosso site. Sem estes cookies, não podemos fornecer certos serviços no nosso site.

Cookies de funcionalidade Estes cookies são usados ​​para fornecer uma experiência mais personalizada no nosso site e para lembrar as escolhas que faz ao usar o nosso site. Por exemplo, podemos usar cookies de funcionalidade para se lembrar das suas preferências de idioma e/ ou os seus detalhes de login.

Cookies de medição e desempenho Estes cookies são usados ​​para coletar informações para analisar o tráfego no nosso site e entender como é que os visitantes estão a usar o nosso site. Por exemplo, estes cookies podem medir fatores como o tempo despendido no site ou as páginas visitadas, isto vai permitir entender como podemos melhorar o nosso site para os utilizadores. As informações coletadas por meio destes cookies de medição e desempenho não identificam nenhum visitante individual.