loader

Editorial

Um cravo que tem de ser regado

Já lá vão 43 anos que veio a manhã que muitos esperavam, trazendo a Liberdade de novo ao país, libertando-o que uma ditadura que o oprimia há já quase meio século. Todos os anos, por esta altura, muitos põem um cravo vermelho na lapela e falam de Liberdade e do que foram os anos da resistência à opressão, seguindo-se uma salva de palmas. E tudo fica por aí, até à comemoração desta efeméride na edição seguinte.

O ser humano tem a memória curta. A geração daqueles que fizeram a revolução vai minguando e daqui a uns anos apenas restarão os registos de testemunhos de quem viveu e lutou nessa época. Como professor de História, constato cada vez mais que este é, infelizmente, um tema que pouco diz aos alunos, para quem isto é algo abstrato sobre o qual poderão até escrever frases cheias de conceitos vazios. Pergunto-me sobre o porquê de este momento marcante da nossa história poder correr o risco de estar reduzido a uma cerimónia de agenda. Talvez seja por nos termos esquecido do significado de Democracia, sobre o que representa o poder nas mãos do povo, permitindo assim que, ao longo do tempo, vários poderes políticos se possam ter tornado mais impermeáveis à voz dos cidadãos, pondo-os de parte em decisões que poderiam ser tomadas de uma forma mais aberta e transparente.

Nunca se pode dar como certa e eterna a Liberdade. No momento em que escrevo estas palavras, grita-se nas ruas de Budapeste, na Hungria, a exigir Democracia e Liberdade de imprensa. Juntamente com a Polónia, são dois países membros da União Europeia que sofreram na pele uma ditadura até à queda do Muro de Berlim, que conquistaram a Liberdade mas acabam agora por cair noutro autoritarismo, com dirigentes políticos a viciarem o jogo democrático e a eternizarem-se no poder após assaltarem instituições que deveriam ser independentes, como a comunicação social e a Justiça. “Não é um problema nosso”, dirão muitos, mas aqui recordo as palavras de Bertolt Brecht, quando fala daqueles que as autoridades levaram, mas que não se importou com isso pois não era nada com ele, até que um dia chegou a sua vez e não havia ninguém para o defender.

Por isso mesmo, comemorar o 25 de Abril é também fazer valer as liberdades fundamentais ou estar atento ao medo, ignorância ou pressões que se possam fomentar, não podendo arredar pé sob pena de perdermos a conta gotas o que conquistámos. Os ideais do 25 de Abril têm de ser alimentados diariamente, daí sublinhar “25 de Abril Sempre!”

Tags:
Autor: Joaquim Seco

0 Comentários

Meteorologia

Artigos relacionados

Trevim: Leia também ‘Como eu vejo os Monumentos’ na Casa das Condessinhas Cultura
01 Dez 2022 12:20 PM

Está patente na Casa das Condessinhas, turismo de habitação na zona histórica da Lousã, a exposição de desenho ‘Como vejo os Monumentos’, de Eurico Ladeira. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também Arte-Via leva modelo do FLII a outros continentes Cultura
01 Dez 2022 12:18 PM

A escritora Ana Filomena Amaral partilhou na Nigéria, no dia 22, alguns dos "bons resultados" alcançados na realização do Festival Literário Internacional do Interior (FLII) ao longo de cinco anos. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também A ruralidade de Saramago em “As Pequenas Memórias” Cultura
01 Dez 2022 12:14 PM

Maria Celeste Garção No dia 19 de novembro, a Liga de Amigos do Museu Etnográfico Dr. Louzã Henriques (LAMELH), celebrou o centenário de Saramago, nascido a 16 de novembro de 1922, na Azinhaga do Ribatejo. Leia a notícia completa na...

Ler artigo
Trevim: Leia também Francisco Gonçalves ganha um lugar no pódio na prova mais importante do Circuito Nacional Desporto
01 Dez 2022 12:08 PM

Adriana Carvalho Durante os dias 12 e 13 de novembro, os nossos atletas não seniores do Cabril-Serpins participaram na prova de maior importância do circuito nacional do calendário da Federação Portuguesa de Badminton, deste mesmo escalão. Leia a notícia completa...

Ler artigo
Trevim: Leia também Rugby Club da Lousã continua a somar vitórias Desporto
01 Dez 2022 12:02 PM

As equipas de sub-16 e de sub-19 do Rugby Club da Lousã deslocaram-se à Trofa onde defrontaram os  Espartanos,  um novo clube daquela cidade. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também ‘Quase Congresso de Música Afetiva’  em Serpins Cultura
01 Dez 2022 12:00 PM

A associação ‘A Música Portuguesa a Gostar dela Própria’ (MPGDP) organiza o ‘Quase Congresso de Música Afetiva’ a 8 de dezembro, na sede do Rancho Folclórico Flores de Serpins. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Definições de Cookies

A TREVIM pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são essenciais para fornecer serviços disponíveis no nosso site e permitir que possa usar determinados recursos no nosso site.
Estes cookies são usados ​​para fornecer uma experiência mais personalizada no nosso site e para lembrar as escolhas que faz ao usar o nosso site.
Estes cookies são usados ​​para coletar informações para analisar o tráfego no nosso site e entender como é que os visitantes estão a usar o nosso site.

Cookies estritamente necessários Estes cookies são essenciais para fornecer serviços disponíveis no nosso site e permitir que possa usar determinados recursos no nosso site. Sem estes cookies, não podemos fornecer certos serviços no nosso site.

Cookies de funcionalidade Estes cookies são usados ​​para fornecer uma experiência mais personalizada no nosso site e para lembrar as escolhas que faz ao usar o nosso site. Por exemplo, podemos usar cookies de funcionalidade para se lembrar das suas preferências de idioma e/ ou os seus detalhes de login.

Cookies de medição e desempenho Estes cookies são usados ​​para coletar informações para analisar o tráfego no nosso site e entender como é que os visitantes estão a usar o nosso site. Por exemplo, estes cookies podem medir fatores como o tempo despendido no site ou as páginas visitadas, isto vai permitir entender como podemos melhorar o nosso site para os utilizadores. As informações coletadas por meio destes cookies de medição e desempenho não identificam nenhum visitante individual.