loader

Fatalidades do interior (editorial)

 

No passado dia 21, António Costa visitou o nosso concelho. Com a habitual pompa e circunstância, típica da vinda de um primeiro-ministro, inaugurou a sede da Agência Integrada para a Gestão dos Fogos Rurais no Centro de Operações e Técnicas Florestais, bem como do novo edifício da Efapel. O chefe do executivo nacional sublinhou que não faltavam evidências para demonstrar que não havia “nenhuma fatalidade do interior”. Apresentava assim a sua visão de um país que se movia a uma só velocidade, sem disparidades ou dicotomias litoral/interior, um território de desenvolvimento harmonizado e sem qualquer alegada ostracização do enorme território que dista das principais cidades mais próximas da costa.

Usou como argumento que não era “por acaso” que o governo estava a investir nas linhas ferroviárias da Beira Baixa e da Beira Alta. Poderá soar a um comentário de mau gosto tendo em conta a tragicomédia em que se tornou a Metro Mondego e o Ramal da Lousã, mas havia uma novidade para tirar da cartola. Anunciou que a recente reprogramação dos fundos europeus do Portugal 2020 contemplará o financiamento das primeiras fases do projeto do Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM) para instalar uma rede de autocarros elétricos no nosso ramal. “Criámos condições financeiras para, finalmente, podermos executar a obra”, concluiu. Mas a verdade é que continuamos com uma mão cheia de nada. A somar a isso, não se pode ignorar o fraco investimento que se está a levar a cabo na transformação do IP3 numa futura autoestrada que bem poderia ter sido projetada de forma a ir ao encontro das populações que habitam nesta zona do interior. Faz-se a obra, que é inaugurada com festa e frases feitas para a comunicação social, mas os problemas não são efetivamente resolvidos.

Há três autoestradas que rasgam o centro do país de norte a sul e que passam bem perto de nós. Mas o resto é quase paisagem. Talvez seja a tal “fatalidade”.

 

Tags:
Autor: Joaquim Seco

0 Comentários

Meteorologia

Artigos relacionados

Trevim: Leia também ‘Como eu vejo os Monumentos’ na Casa das Condessinhas Cultura
01 Dez 2022 12:20 PM

Está patente na Casa das Condessinhas, turismo de habitação na zona histórica da Lousã, a exposição de desenho ‘Como vejo os Monumentos’, de Eurico Ladeira. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também Arte-Via leva modelo do FLII a outros continentes Cultura
01 Dez 2022 12:18 PM

A escritora Ana Filomena Amaral partilhou na Nigéria, no dia 22, alguns dos "bons resultados" alcançados na realização do Festival Literário Internacional do Interior (FLII) ao longo de cinco anos. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também A ruralidade de Saramago em “As Pequenas Memórias” Cultura
01 Dez 2022 12:14 PM

Maria Celeste Garção No dia 19 de novembro, a Liga de Amigos do Museu Etnográfico Dr. Louzã Henriques (LAMELH), celebrou o centenário de Saramago, nascido a 16 de novembro de 1922, na Azinhaga do Ribatejo. Leia a notícia completa na...

Ler artigo
Trevim: Leia também Francisco Gonçalves ganha um lugar no pódio na prova mais importante do Circuito Nacional Desporto
01 Dez 2022 12:08 PM

Adriana Carvalho Durante os dias 12 e 13 de novembro, os nossos atletas não seniores do Cabril-Serpins participaram na prova de maior importância do circuito nacional do calendário da Federação Portuguesa de Badminton, deste mesmo escalão. Leia a notícia completa...

Ler artigo
Trevim: Leia também Rugby Club da Lousã continua a somar vitórias Desporto
01 Dez 2022 12:02 PM

As equipas de sub-16 e de sub-19 do Rugby Club da Lousã deslocaram-se à Trofa onde defrontaram os  Espartanos,  um novo clube daquela cidade. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também ‘Quase Congresso de Música Afetiva’  em Serpins Cultura
01 Dez 2022 12:00 PM

A associação ‘A Música Portuguesa a Gostar dela Própria’ (MPGDP) organiza o ‘Quase Congresso de Música Afetiva’ a 8 de dezembro, na sede do Rancho Folclórico Flores de Serpins. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Definições de Cookies

A TREVIM pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são essenciais para fornecer serviços disponíveis no nosso site e permitir que possa usar determinados recursos no nosso site.
Estes cookies são usados ​​para fornecer uma experiência mais personalizada no nosso site e para lembrar as escolhas que faz ao usar o nosso site.
Estes cookies são usados ​​para coletar informações para analisar o tráfego no nosso site e entender como é que os visitantes estão a usar o nosso site.

Cookies estritamente necessários Estes cookies são essenciais para fornecer serviços disponíveis no nosso site e permitir que possa usar determinados recursos no nosso site. Sem estes cookies, não podemos fornecer certos serviços no nosso site.

Cookies de funcionalidade Estes cookies são usados ​​para fornecer uma experiência mais personalizada no nosso site e para lembrar as escolhas que faz ao usar o nosso site. Por exemplo, podemos usar cookies de funcionalidade para se lembrar das suas preferências de idioma e/ ou os seus detalhes de login.

Cookies de medição e desempenho Estes cookies são usados ​​para coletar informações para analisar o tráfego no nosso site e entender como é que os visitantes estão a usar o nosso site. Por exemplo, estes cookies podem medir fatores como o tempo despendido no site ou as páginas visitadas, isto vai permitir entender como podemos melhorar o nosso site para os utilizadores. As informações coletadas por meio destes cookies de medição e desempenho não identificam nenhum visitante individual.