Tribunal de Castelo Branco mostra até dia 18 exposições de cartune organizadas para festejar os 50 anos do Trevim. Iniciativa do juiz lousanense José Avelino promove abertura da Justiça à comunidade

O Palácio da Justiça de Castelo Castelo Branco abriu as suas portas à comunidade na manhã de sábado, dia 5, para a apresentação de uma mostra de humor gráfico e com o objetivo de proporcionar uma reflexão e debate sobre o relacionamento entre a comunicação social e os tribunais. A iniciativa do juiz presidente do Tribunal da Comarca, o lousanense José Avelino da Encarnação Gonçalves, foi plenamente conseguida já que jornalistas, magistrados, autarcas e outros cidadãos responderam ao convite para esta inusitada jornada cultural, que encerrou à tarde com a atuação da orquestra local de Viola Beiroa.

A organização conta com o apoio da Câmara Municipal de Castelo Branco, cujo presidente, Luís Correia, participou na sessão inaugural junto com outros autarcas e individualidades, incluindo João Lobo (CM Proença-a-Nova) e a deputada Hortense Martins, dirigente distrital do PS. De registar também a atenção que o evento tem merecido da comunicação social regional, garantindo a divulgação e acompanhamento deste programa.

Da parte da tarde a sala de audiências, um magnífico salão inundado de luz natural e decorado por um painel de Martins Barata, foi palco de diversas intervenções, num debate centrado “no papel da Comunicação Social no aperfeiçoamento da Justiça e vice-versa”. O procurador João Ramos fez uma dissertação sobre “Nós os magistrados vistos por eles os jornalistas”, a jornalista Lídia Barata abordou o tema “A Justiça e a Imprensa Regional” e o historiador Osvaldo de Sousa falou de “Liberdades de Humor e Expressões de Direito”. Zé Oliveira, Onofre Varela e Santos Costa divulgaram a arte da caricatura, nalguns casos com desenhos ali mesmo produzidas e expostos, Francisco Geraldes apresentou a sua coleção de aparos e canetas.

As exposições organizadas para o programa dos 50 anos do Trevim são agora apresentadas no Tribunal de Castelo Branco, até 18 de maio, estando prevista a sua circulação por outros municípios do distrito que já manifestaram o seu interesse: “Trevim – 50 anos com Humor”, reune cartunes de humoristas de 15 países sobre liberdade de imprensa e comunicação social; “O Anti-Herói no Humor de Imprensa”, é uma mostra didática com trabalho de investigação de Osvaldo de Sousa.