A apresentação da obra infantil “Xisto na Aldeia – Talasnal”, com texto original de Paula Gonçalves, iniciou a 10.ª edição do Sábado Cultural, que juntou dezenas de miúdos e graúdos, dia 19 de janeiro, no auditório da Biblioteca Municipal Comendador Montenegro. O livro ilustrado por jovens lousanenses através da orientação da ilustradora Carla Nazareth, narra a história do pequeno “Xisto”, uma criança que vive a sua infância na aldeia do Talasnal na Serra da Lousã, onde conhece um casal de idosos que o vai cativando com memórias e vivência de outros tempos.

Para Paula Gonçalves, a obra editada pela Activar, no âmbito do programa CLDS com o apoio da Câmara Municipal da Lousã, pretende ser “uma chamada de atenção para o valor da Serra da Lousã”. “Ela está aqui, ao nosso dispor, só temos que usufruir”, afirmou durante a apresentação, salientando a importância para a descoberta do património natural mas também cultural da montanha lousanense. “Descubram a nossa serra e cultivem as relações entre as pessoas pois é isso que cria uma identidade”, concluiu.

Ferramenta digital apoia ensino da música

A tarde cultural prosseguiu com a atuação de um grupo de alunos do Agrupamento de Escolas da Lousã, no âmbito do programa “Classplash” – da Academia de Música – promovido pela Câmara Municipal nas escolas de 1º ciclo da Lousã. Seguiu-se a oferta de licenças a 100 alunos do 4º ano de escolaridade para acesso à aplicação “Classplash” que compreende as ferramentas “Flute Master”, “Rhythmic Village” e “Cornelius Composer”. A aplicação digital, com software desenvolvido por João Carlos Ramalheiro, surge para tornar “o ensino da música mais acessível e, ao mesmo tempo, entregar aos professores do séc. XXI instrumentos inovadores que enriqueçam a sala de aula”.

Continua na edição impressa do Trevim n.º 1397