loader

Um jornal com Passado que olha para o Futuro (Editorial)

O jornal Trevim ainda está a apagar as suas 50 velas. Conta já com meio século de existência, sendo uma referência num pequeno leque de edições históricas, daquelas que passaram pelo lápis azul dos tempos da ditadura e que mesmo assim se conseguiram nortear pelos princípios basilares de uma informação livre. Cresci com este jornal a chegar a minha casa, contando-me as notícias do que por aqui se passava, como a atualidade, a política ou os grandes eventos que marcaram a história deste município. Em finais de 1999, iniciava a minha colaboração neste quinzenário, uma casa que me ajudou a crescer e a olhar mais atenta e criticamente para o meu concelho. Poucos anos mais tarde, numa época em que pouco se usava a internet, o jornal foi o cordão umbilical que me ligava à minha terra quando fui estudar e viver para Itália ao abrigo do programa universitário Erasmus. Não me esqueço da emoção que sentia quando chegava a última edição pelo correio, que rapidamente devorava, mesmo os assuntos a que cá não daria tanta importância.

Nestes últimos anos o mundo mudou, as tecnologias também e a imprensa não ficou à margem deste processo global. Alguns dos jornais que eram já quase centenários acabaram por fechar as suas portas, fosse por não se adaptarem aos novos tempos, por terem sido postos de parte por grandes grupos económicos ou mesmo por terem expirado juntamente com os seus fundadores. Eu não enquadro o “Trevim” em nenhum destes cenários. Ele continua a chegar às bancas, e espera-se que assim perdure por muitos anos pois a equipa que lhe dá corpo sabe que, apesar de ser um órgão de comunicação com passado, ambiciona também ter futuro. E sabemos que para isso ele tem de se reinventar, de se adaptar aos tempos em que vive e aos seus leitores, seja aos que lhe são fiéis como aqueles que também quer captar. E temos uma identidade que nos define, um conjunto de causas que abraçamos e pelas quais entendemos que devemos lutar, num gesto de cidadania que tem como único objetivo o interesse público da Lousã. Abraço, assim, este novo desafio, sabendo que o caminho nem sempre será fácil, mas que honrará a máxima pela qual o “Trevim” se pautou desde a sua criação, “uma voz nova para uma Lousã renovada”.

Tags:
Autor: Joaquim Seco

0 Comentários

Meteorologia

Artigos relacionados

Trevim: Leia também ‘Como eu vejo os Monumentos’ na Casa das Condessinhas Cultura
01 Dez 2022 12:20 PM

Está patente na Casa das Condessinhas, turismo de habitação na zona histórica da Lousã, a exposição de desenho ‘Como vejo os Monumentos’, de Eurico Ladeira. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também Arte-Via leva modelo do FLII a outros continentes Cultura
01 Dez 2022 12:18 PM

A escritora Ana Filomena Amaral partilhou na Nigéria, no dia 22, alguns dos "bons resultados" alcançados na realização do Festival Literário Internacional do Interior (FLII) ao longo de cinco anos. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também A ruralidade de Saramago em “As Pequenas Memórias” Cultura
01 Dez 2022 12:14 PM

Maria Celeste Garção No dia 19 de novembro, a Liga de Amigos do Museu Etnográfico Dr. Louzã Henriques (LAMELH), celebrou o centenário de Saramago, nascido a 16 de novembro de 1922, na Azinhaga do Ribatejo. Leia a notícia completa na...

Ler artigo
Trevim: Leia também Francisco Gonçalves ganha um lugar no pódio na prova mais importante do Circuito Nacional Desporto
01 Dez 2022 12:08 PM

Adriana Carvalho Durante os dias 12 e 13 de novembro, os nossos atletas não seniores do Cabril-Serpins participaram na prova de maior importância do circuito nacional do calendário da Federação Portuguesa de Badminton, deste mesmo escalão. Leia a notícia completa...

Ler artigo
Trevim: Leia também Rugby Club da Lousã continua a somar vitórias Desporto
01 Dez 2022 12:02 PM

As equipas de sub-16 e de sub-19 do Rugby Club da Lousã deslocaram-se à Trofa onde defrontaram os  Espartanos,  um novo clube daquela cidade. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também ‘Quase Congresso de Música Afetiva’  em Serpins Cultura
01 Dez 2022 12:00 PM

A associação ‘A Música Portuguesa a Gostar dela Própria’ (MPGDP) organiza o ‘Quase Congresso de Música Afetiva’ a 8 de dezembro, na sede do Rancho Folclórico Flores de Serpins. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Definições de Cookies

A TREVIM pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são essenciais para fornecer serviços disponíveis no nosso site e permitir que possa usar determinados recursos no nosso site.
Estes cookies são usados ​​para fornecer uma experiência mais personalizada no nosso site e para lembrar as escolhas que faz ao usar o nosso site.
Estes cookies são usados ​​para coletar informações para analisar o tráfego no nosso site e entender como é que os visitantes estão a usar o nosso site.

Cookies estritamente necessários Estes cookies são essenciais para fornecer serviços disponíveis no nosso site e permitir que possa usar determinados recursos no nosso site. Sem estes cookies, não podemos fornecer certos serviços no nosso site.

Cookies de funcionalidade Estes cookies são usados ​​para fornecer uma experiência mais personalizada no nosso site e para lembrar as escolhas que faz ao usar o nosso site. Por exemplo, podemos usar cookies de funcionalidade para se lembrar das suas preferências de idioma e/ ou os seus detalhes de login.

Cookies de medição e desempenho Estes cookies são usados ​​para coletar informações para analisar o tráfego no nosso site e entender como é que os visitantes estão a usar o nosso site. Por exemplo, estes cookies podem medir fatores como o tempo despendido no site ou as páginas visitadas, isto vai permitir entender como podemos melhorar o nosso site para os utilizadores. As informações coletadas por meio destes cookies de medição e desempenho não identificam nenhum visitante individual.