Avançar para o conteúdo principal

Executivo municipal defende alternativa sul do IP3

A anunciada requalificação do IP3 por parte do governo sem a construção de uma autoestrada de ligação mais rápida entre Coimbra e Viseu não satisfaz autarcas do concelho. Esta semana, o executivo municipal aprovou e subscreveu a tomada de posição que o presidente da Câmara Municipal da Lousã já tinha vindo a defender, Luís Antunes. Embora reconhecendo a importância e a necessidade da intervenção no IP3, o executivo municipal entende que a solução não é a que melhor serve o concelho e a região”, refere nota de imprensa da autarquia lousanense. “Uma solução que contemple apenas a requalificação do IP3 é curta relativamente àquilo que são as necessidades e os interesses de desenvolvimento mais integrado da região”, já havia referido publicamente Luís Antunes, defendendo que a alternativa mais a sul permitiria servir de uma forma mais próxima e mais efetiva um conjunto mais alargado de concelhos e também diminuir tempos de deslocação do “dito” interior para o litoral, de Viseu para Lisboa e de todo o eixo, permitindo rentabilizar o investimento já realizado na A13, permitindo também conexão com o IC6.

“Faz-me lembrar o dossier do metro”

Em declarações ao Trevim, Pedro Curvelo, militante do PSD que sempre defendeu uma alternativa à Estrada da Beira pela margem esquerda do rio Mondego, confessou que esta mudança de decisão por parte do Governo lhe faz lembrar os “episódios do metro”. “Em Agosto de 2015, sugeri a alternativa na ligação entre o Nó de Ceira-Coimbra da A13 e o IC12 em Santa Comba Dão, que passa pela ligação através da margem esquerda do Rio Mondego, servindo em simultâneo os Concelhos do Pinhal Interior como Lousã, Vila Nova de Poiares, Góis, Arganil, Tábua e Oliveira do Hospital”, frisou, reivindicando para si a autoria da criação de um acesso que permitiria uma redução de 15 Km a Coimbra e 20Km a Lisboa. Esta proposta foi em 2017 apresentada pelo primeiro-ministro, António Costa, como uma das possibilidades para fazer a ligação Coimbra-Viseu. Nesta altura, lembra Curvelo, António Costa tinha apresentado dois traçados, um a norte e outro a sul, numa cerimónia onde estavam os presidentes de Câmara de vários concelhos da região. “Agora vêm-nos dizer que o investimento se resume à requalificação do IP3 é mais do mesmo, faz lembrar o dossier do metro, foi um logro”, reiterou.

Leia mais na edição impressa do Trevim n.º 1368

Tags:
Autor: Jornal Trevim

0 Comentários

Meteorologia

Artigos relacionados

Trevim: Leia também Homenagem a Zeca Afonso esta sexta-feira com grandes músicos Sem categoria
22 Fev 2024 03:22 PM

X Jantar da Fraternidade na Lousã José Afonso, trovador da liberdade falecido em 23 de fevereiro de 1987, vai ser evocado mais uma vez na Lousã, esta sexta-feira, 23 de fevereiro, no âmbito do X Jantar da Fraternidade, promovido por...

Ler artigo
Trevim: Leia também Cooperativa Trevim completa 45 anos em liberdade Sociedade
22 Fev 2024 09:35 AM

A presente edição do Trevim concretiza-se em pleno, como sempre tem de ser, com a chegada às bancas, mas sobretudo a casa dos assinantes, que continuam a ser a razão maior da produção do jornal e da fundação da Cooperativa...

Ler artigo
Trevim: Leia também Louzantrail no trilho da sustentabilidade Desporto
22 Fev 2024 12:01 AM

Caracterizado por ser uma ‘prova de emoções’, o Louzantrail regressa aos trilhos lousanenses entre 1 e 3 de março, numa organização do Montanha Clube (MC). Com as inscrições esgotadas nos percursos de 30 e 18 quilómetros e caminhada, restam apenas...

Ler artigo
Trevim: Leia também Aprovado plano de atividades e orçamento na Filarmónica da Lousã Concelho
22 Fev 2024 12:01 AM

Sendo a primeira assembleia geral (AG) realizada na gestão dos órgãos diretivos, eleitos em maio do 2023 e que cessam funções no final deste ano, o plano de atividades e orçamento 2024 da Sociedade Filarmónica Lousanense (SFL) foi aprovado por...

Ler artigo
Trevim: Leia também Bruno Silvestre materializa janelas de madeira da freguesia Concelho
22 Fev 2024 12:01 AM

Um problema de saúde que o obrigou a reformar-se aliado à curiosidade levaram Bruno Silvestre a investir nos trabalhos em madeira, que já lhe abriram várias janelas. A esposa, Ana Ferreira, é a responsável pelos desenhos. “Ela é a artista,...

Ler artigo
Trevim: Leia também Recreativo Vilarinhense procura novos órgãos sociais Concelho
22 Fev 2024 12:01 AM

A atual direção do Clube Recreativo Vilarinhense (CRV), encabeçada por Diana Serra, não se candidatou a um novo mandato, mas vai manter-se funções até 24 de março, na expectativa de que apareçam novos voluntários para manter a coletividade. Depois de...

Ler artigo
Definições de Cookies

A TREVIM pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são essenciais para fornecer serviços disponíveis no nosso site e permitir que possa usar determinados recursos no nosso site.
Estes cookies são usados ​​para fornecer uma experiência mais personalizada no nosso site e para lembrar as escolhas que faz ao usar o nosso site.
Estes cookies são usados ​​para coletar informações para analisar o tráfego no nosso site e entender como é que os visitantes estão a usar o nosso site.

Cookies estritamente necessários Estes cookies são essenciais para fornecer serviços disponíveis no nosso site e permitir que possa usar determinados recursos no nosso site. Sem estes cookies, não podemos fornecer certos serviços no nosso site.

Cookies de funcionalidade Estes cookies são usados ​​para fornecer uma experiência mais personalizada no nosso site e para lembrar as escolhas que faz ao usar o nosso site. Por exemplo, podemos usar cookies de funcionalidade para se lembrar das suas preferências de idioma e/ ou os seus detalhes de login.

Cookies de medição e desempenho Estes cookies são usados ​​para coletar informações para analisar o tráfego no nosso site e entender como é que os visitantes estão a usar o nosso site. Por exemplo, estes cookies podem medir fatores como o tempo despendido no site ou as páginas visitadas, isto vai permitir entender como podemos melhorar o nosso site para os utilizadores. As informações coletadas por meio destes cookies de medição e desempenho não identificam nenhum visitante individual.