No dia 1 de outubro de 1967, os fundadores do jornal Trevim reuniram-se no restaurante “O Gato” para celebrar o lançamento do primeiro número. Cinquenta anos depois, a foto continua a figurar nas paredes do restaurante, hoje com outro proprietário.
“Comprei o restaurante ao João Pedro Gato, em 1987. Mantive a foto dos fundadores. São todos meus amigos e continuo a colaborar com o Trevim. Na recente Festa da Caricatura ofereci aqui um jantar. Se não apoiarmos as coletividades, um dia acaba tudo”, declarou José Pires, ao Trevim. O proprietário de “O Gato” deixou ainda uma mensagem ao Trevim, nesta data comemorativa de meio século de existência.
“Espero que
durem, no mínimo, o dobro”
“Espero que durem, no mínimo, o dobro dos anos que tem e a trabalhar o que trabalham. Quando fui emigrante, recebia o jornal na Suíça e era a maneira de saber das notícias da terra. Estive quatro anos sem vir a Portugal e era no Trevim que lia o que se passava cá”, explicou.
O “O Gato” tem já 58 anos de existência e vai continuar com comida típica portuguesa. “Está a correr bem”, disse ainda aquele que foi um dos primeiros anunciantes do jornal. “O Gato era, à data, o único restaurante da Lousã”.