Quatro residências foram furtadas no concelho da Lousã, entre os dias 28 de setembro e 2 de outubro, nas localidades das Regadas, Ceira dos Vales e Covelos.

Ouro, outros objetos de valor e dinheiro é o que mais procuram os amigos do alheio. Proprietários de uma das moradias abrangidas deram conta ao nosso jornal que “todas as divisões foram remexidas”, tendo-lhes sido subtraídos artigos em ouro. Vizinhos dizem ter visto um casal suspeito a passear com um cão em redor da casa.

O furto ocorreu durante o dia, já que só no regresso do trabalho é que se confrontaram com a casa virada do avesso, tendo alertado as autoridades. O vidro de uma janela estava partido, tendo sido por aí a porta de entrada dos assaltantes. A GNR da Lousã e o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) estiveram posteriormente no local para recolha de indícios incriminatórios.

Fonte do Destacamento da GNR da Lousã informou o Trevim que as quatro ocorrências relatadas tiveram lugar durante o dia, no período das 9:00 às 13:00, sempre com o mesmo “modus operandi”, através de arrombamento de janela. Ainda se desconhece a autoria destes crimes, “estando o NIC a investigar e a procurar relações entre estes furtos e outros acontecimentos noutras zonas do país”.

Esta onda de assaltos está a gerar algum clima de insegurança, não só entre as pessoas afetadas, mas na restante população, que está a adotar medidas redobradas de proteção. A GNR aconselha as pessoas a “guardarem bem os seus bens”.