Assembleia Municipal aprova por maioria taxa de 0,8% para os prédios rústicos e de 0,4% para os prédios urbanos. PSD e CDU votam contra.

Cinco deputados do Partido Social Democrata (PSD) e da CDU votaram contra a manutenção da taxa de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), durante a Assembleia Municipal, realizada no Centro Logístico Municipal da Lousã, dia 27 de setembro.

A proposta do executivo da Câmara Municipal da Lousã levou a votação uma taxa de 0,8% para os prédios rústicos e de 0,4% para os prédios urbanos avaliados nos termos do Código do Imposto Municipal sobre Imóveis, aprovada pela maioria do Partido Socialista e Bloco de Esquerda (BE).

Leia a notícia completa na edição impressa no Trevim nº 1389