O Movimento Espontâneo de Cidadãos da Lousã (MEC-Lousã) remeteu, no dia 11, aos vereadores e ao presidente da Câmara Municipal, Luís Antunes, bem como ao presidente da Assembleia Municipal (AM), Carlos Seco, a petição a favor da saída do município da APIN, não tendo obtido qualquer resposta ou proposta para debater o documento até ao fecho desta edição.

Leia a notícia na edição impressa do TREVIM N.º1431