loader

Rua dos Combatentes

Mafia

José Oliveira

São movediças, as areias sobre as quais assentam os financiamentos da generalidade dos partidos políticos. Recordo um comentário de Medina Carreira feito num dos seus comentários de tv poucos anos antes de ter falecido; contava ele que perguntou a um seu amigo, conhecedor dos meandros de funcionamento de um dos partidos da chamada alternância, qual era a percentagem de fundos angariados mediante favores de saco azul que efectivamente entravam nos cofres do partido e quanto ficava retido no bolso do angariador, à laia de comissão. Resposta: 20% para o partido, 80% para o próprio. Não havia engano? Inversão nas percentagens? Não; oitenta por cento para o agiota. Incrédulo, Medina abordou outro amigo, mas desta vez do outro partido da alternância. E a resposta foi idêntica, igualzinha nas percentagens.

Veio-me isto à memória, a propósito das projectadas alterações à regulamentação do financiamento dos partidos, designadamente a vantagens em sede de IVA, penalizadoras de todos os contribuintes. E é inaceitável que se tenha tentado escamotear a discussão do diploma, usando identificações de código, discutindo pela calada da noite, aproveitando a distracção dos portugueses e dos meios de comunicação, que se adivinhava entretidos com as minudências do natal e fim de ano. E nem quero imaginar que já fosse previamente conhecida a data da cirurgia (dita de emergência) do presidente da República…

Contudo, Afigura-se-me muito mais reprovável a existência dos esquemas de angariação de fundos conforme o relato de Medina, pelo que encerram de sórdido a vários títulos, na certeza de que nenhuma empresa ou cidadão dá milhões (de saco azul…), com o benigno espírito de ajudar ao funcionamento da democracia. Acabará por sair muito cara a todos nós, tanto a parcela dos 20% que engordam venalmente a conta do partido (venalmente, porque entrados pela porta do cavalo), como os 80% que entram ainda mais venalmente no bolso do agiota.

Sabendo que os maiores gastos dos partidos residem nas campanhas eleitorais, sanear-se-ia uma fatia significativa desse cancro que é o agiotismo, se houvesse a coragem de substituir a propaganda como hoje a conhecemos, por equivalente empenho em utilização de tempos de antena e espaços de imprensa.

Tags:
Autor: Carlos A. Sêco

0 Comentários

Meteorologia

Artigos relacionados

Trevim: Leia também ‘Como eu vejo os Monumentos’ na Casa das Condessinhas Cultura
01 Dez 2022 12:20 PM

Está patente na Casa das Condessinhas, turismo de habitação na zona histórica da Lousã, a exposição de desenho ‘Como vejo os Monumentos’, de Eurico Ladeira. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também Arte-Via leva modelo do FLII a outros continentes Cultura
01 Dez 2022 12:18 PM

A escritora Ana Filomena Amaral partilhou na Nigéria, no dia 22, alguns dos "bons resultados" alcançados na realização do Festival Literário Internacional do Interior (FLII) ao longo de cinco anos. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também A ruralidade de Saramago em “As Pequenas Memórias” Cultura
01 Dez 2022 12:14 PM

Maria Celeste Garção No dia 19 de novembro, a Liga de Amigos do Museu Etnográfico Dr. Louzã Henriques (LAMELH), celebrou o centenário de Saramago, nascido a 16 de novembro de 1922, na Azinhaga do Ribatejo. Leia a notícia completa na...

Ler artigo
Trevim: Leia também Francisco Gonçalves ganha um lugar no pódio na prova mais importante do Circuito Nacional Desporto
01 Dez 2022 12:08 PM

Adriana Carvalho Durante os dias 12 e 13 de novembro, os nossos atletas não seniores do Cabril-Serpins participaram na prova de maior importância do circuito nacional do calendário da Federação Portuguesa de Badminton, deste mesmo escalão. Leia a notícia completa...

Ler artigo
Trevim: Leia também Rugby Club da Lousã continua a somar vitórias Desporto
01 Dez 2022 12:02 PM

As equipas de sub-16 e de sub-19 do Rugby Club da Lousã deslocaram-se à Trofa onde defrontaram os  Espartanos,  um novo clube daquela cidade. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também ‘Quase Congresso de Música Afetiva’  em Serpins Cultura
01 Dez 2022 12:00 PM

A associação ‘A Música Portuguesa a Gostar dela Própria’ (MPGDP) organiza o ‘Quase Congresso de Música Afetiva’ a 8 de dezembro, na sede do Rancho Folclórico Flores de Serpins. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Definições de Cookies

A TREVIM pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são essenciais para fornecer serviços disponíveis no nosso site e permitir que possa usar determinados recursos no nosso site.
Estes cookies são usados ​​para fornecer uma experiência mais personalizada no nosso site e para lembrar as escolhas que faz ao usar o nosso site.
Estes cookies são usados ​​para coletar informações para analisar o tráfego no nosso site e entender como é que os visitantes estão a usar o nosso site.

Cookies estritamente necessários Estes cookies são essenciais para fornecer serviços disponíveis no nosso site e permitir que possa usar determinados recursos no nosso site. Sem estes cookies, não podemos fornecer certos serviços no nosso site.

Cookies de funcionalidade Estes cookies são usados ​​para fornecer uma experiência mais personalizada no nosso site e para lembrar as escolhas que faz ao usar o nosso site. Por exemplo, podemos usar cookies de funcionalidade para se lembrar das suas preferências de idioma e/ ou os seus detalhes de login.

Cookies de medição e desempenho Estes cookies são usados ​​para coletar informações para analisar o tráfego no nosso site e entender como é que os visitantes estão a usar o nosso site. Por exemplo, estes cookies podem medir fatores como o tempo despendido no site ou as páginas visitadas, isto vai permitir entender como podemos melhorar o nosso site para os utilizadores. As informações coletadas por meio destes cookies de medição e desempenho não identificam nenhum visitante individual.