loader

Damas: “Foi chegar, ver e vencer”

Eles são temidos pelos adversários e já são uma referência a nível nacional entre os jovens damistas. São conhecidos como “os azuis”, aqueles que cedo ocupam as primeiras mesas nas provas. Desde a fundação em 2015, a Louzandamas-Activar, projecto que teve a sua génese no âmbito do Espaço J, já trouxe para o concelho três títulos nacionais absolutos a que se somam mais sete, também nacionais, entre campeonatos e vice-campeonatos nos diversos escalões etários.

Eduardo Carvalho foi o primeiro campeão nacional de jovens lousanense, em 2015; no ano seguinte Tiago Paiva seguiu-lhe as pisadas e em 2017 foi Afonso Sandinha que logrou alcançar o almejado título nacional, depois de nas anteriores participações ter sempre ficado no pódio da prova rainha da Formação da FPD (Federação Portuguesa de Damas) que este ano está agendada para 8 de dezembro.

O sucesso destes adolescentes está à vista de todos e a fama de vencedores nas competições começa a ser uma evidência. “Vais jogar com os azuis? Vais perder…”, dizem já os adversários.

Para conhecer o segredo deste sucesso subimos ao primeiro andar do edifício camarário junto ao Espaço J, onde funciona a sala de prática. É aqui que os jogadores se encontram às quartas-feiras à tarde, dia em que vários níveis de ensino não têm aulas. Além da camaradagem, o ambiente é de sentido de crescimento e evolução em conjunto. Conhecem a receita para ir vencendo jogo após jogo: calma, concentração no tabuleiro e muito respeito pelo adversário, mesmo que pareça frágil ou inexperiente.

“A Louzandamas é também uma escola de valores. O Jogo de Damas é muito mais do que um tabuleiro e “meia dúzia” de peças. Obriga-nos a sermos justos, pois se não o formos connosco e com o adversário o resultado decepcionar-nos-á”, referiu Filipe Paiva, que orienta os jogadores. Ele próprio foi praticante e chegou a vice-campeão nacional de juniores, tendo sido já ultrapassado pela primeira linha lousanense, composta por Afonso Sandinha, Eduardo Carvalho e Tiago Paiva, jovens que estão no projeto desde o primeiro minuto.

Continua na edição impressa do Trevim n.º 1370

 

Tags:
Autor: Jornal Trevim

0 Comentários

Meteorologia

Artigos relacionados

Trevim: Leia também ‘Como eu vejo os Monumentos’ na Casa das Condessinhas Cultura
01 Dez 2022 12:20 PM

Está patente na Casa das Condessinhas, turismo de habitação na zona histórica da Lousã, a exposição de desenho ‘Como vejo os Monumentos’, de Eurico Ladeira. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também Arte-Via leva modelo do FLII a outros continentes Cultura
01 Dez 2022 12:18 PM

A escritora Ana Filomena Amaral partilhou na Nigéria, no dia 22, alguns dos "bons resultados" alcançados na realização do Festival Literário Internacional do Interior (FLII) ao longo de cinco anos. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também A ruralidade de Saramago em “As Pequenas Memórias” Cultura
01 Dez 2022 12:14 PM

Maria Celeste Garção No dia 19 de novembro, a Liga de Amigos do Museu Etnográfico Dr. Louzã Henriques (LAMELH), celebrou o centenário de Saramago, nascido a 16 de novembro de 1922, na Azinhaga do Ribatejo. Leia a notícia completa na...

Ler artigo
Trevim: Leia também Francisco Gonçalves ganha um lugar no pódio na prova mais importante do Circuito Nacional Desporto
01 Dez 2022 12:08 PM

Adriana Carvalho Durante os dias 12 e 13 de novembro, os nossos atletas não seniores do Cabril-Serpins participaram na prova de maior importância do circuito nacional do calendário da Federação Portuguesa de Badminton, deste mesmo escalão. Leia a notícia completa...

Ler artigo
Trevim: Leia também Rugby Club da Lousã continua a somar vitórias Desporto
01 Dez 2022 12:02 PM

As equipas de sub-16 e de sub-19 do Rugby Club da Lousã deslocaram-se à Trofa onde defrontaram os  Espartanos,  um novo clube daquela cidade. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Trevim: Leia também ‘Quase Congresso de Música Afetiva’  em Serpins Cultura
01 Dez 2022 12:00 PM

A associação ‘A Música Portuguesa a Gostar dela Própria’ (MPGDP) organiza o ‘Quase Congresso de Música Afetiva’ a 8 de dezembro, na sede do Rancho Folclórico Flores de Serpins. Leia a notícia completa na edição n.º 1497 do Trevim

Ler artigo
Definições de Cookies

A TREVIM pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são essenciais para fornecer serviços disponíveis no nosso site e permitir que possa usar determinados recursos no nosso site.
Estes cookies são usados ​​para fornecer uma experiência mais personalizada no nosso site e para lembrar as escolhas que faz ao usar o nosso site.
Estes cookies são usados ​​para coletar informações para analisar o tráfego no nosso site e entender como é que os visitantes estão a usar o nosso site.

Cookies estritamente necessários Estes cookies são essenciais para fornecer serviços disponíveis no nosso site e permitir que possa usar determinados recursos no nosso site. Sem estes cookies, não podemos fornecer certos serviços no nosso site.

Cookies de funcionalidade Estes cookies são usados ​​para fornecer uma experiência mais personalizada no nosso site e para lembrar as escolhas que faz ao usar o nosso site. Por exemplo, podemos usar cookies de funcionalidade para se lembrar das suas preferências de idioma e/ ou os seus detalhes de login.

Cookies de medição e desempenho Estes cookies são usados ​​para coletar informações para analisar o tráfego no nosso site e entender como é que os visitantes estão a usar o nosso site. Por exemplo, estes cookies podem medir fatores como o tempo despendido no site ou as páginas visitadas, isto vai permitir entender como podemos melhorar o nosso site para os utilizadores. As informações coletadas por meio destes cookies de medição e desempenho não identificam nenhum visitante individual.