Avançar para o conteúdo principal

Vem o metro ou não vem o metro?

Por esta altura, mais palmo, menos palmo, completa 30 anos uma velha ideia, ligeira e louca, de transporte moderno entre Coimbra B e Serpins que já teve diferentes nomes, mentores e mentiras associados.

Desde 1993, a maioria dos protagonistas da interminável aventura da nova mobilidade ficaram pelo caminho.

O triste caminho da caravana que passa enquanto a canzoada, cheia de razão, ladra e saliva a cada solavanco.

Este não é o alegre e útil caminho-de-ferro, o Ramal da Lousã que uniu concelhos mais de 100 anos, de 1906 a 2009.

Há para aí uns 30, chegaram à gare ideias peregrinas com ligeiro metro de carris à ilharga, coisa nunca vista, para acabar de vez com o fumo dos comboios na Baixa de Coimbra.

Mentira, pois o ‘cavalo de ferro’, pelo menos durante o dia, há muito, desde a década de 1970, que tinha deixado de ligar Coimbra A a Coimbra Parque!

No mês passado, ante a informação de que a entrega do primeiro autocarro elétrico, do tipo ‘metrobus’, foi adiada para fevereiro de 2024, logo a minha memória rodoferroviária me transportou a 1993 e depois a 2004.

Há 30 anos, quase metade da idade que tenho agora, era eu diretor do Trevim, publiquei na primeira página, em 4 de março de 1993, um editorial intitulado “Palavras ao sabor do vento”, adjacente à manchete: “Miranda e Lousã insistem na ligação à Linha do Norte – Túnel para unir os concelhos divide responsáveis políticos”.

Também na capa, surge o então governador de Coimbra Luís Pedroso de Lima, do PSD, que naqueles dias tinha realizado um ‘Governo Civil Aberto’ na Lousã.

Na foto, o engenheiro poiarense, que viria a deixar a atividade política, está ladeado por José Ernesto Carvalhinho, que liderava a ARCIL, e Horácio Antunes, do PS, na altura presidente da Câmara da Lousã, funções hoje desempenhadas pelo filho, Luís Antunes.

Horácio, na imagem já com barba grisalha, assumiria o lugar de governador civil seis anos depois, em 1999.

E nessa qualidade, recorde-se, anunciou que o metro, comboio elétrico mais ligeirinho, iria circular a tempo do Euro 2004, o Campeonato Europeu de Futebol que nesse ano animou Portugal, incluindo o estádio de Coimbra, mesmo ao lado do apeadeiro de São José!

O antigo autarca da Lousã, presidente da Associação de Futebol de Coimbra (AFC), foi eleito pela primeira vez há 26 anos para este cargo, em 1997.

Desde 2004, nem metro, nem centímetro. Passaram quase 20 anos!

Agora, a novidade é o moderníssimo ‘metrobus’, que demorará muito mais tempo que o velho comboio a ligar Serpins a Coimbra.

Ainda sem metro a girar, Horácio Antunes, de 78 anos, recandidata-se à liderança da AFC, em cujas eleições, a 27 de dezembro, terá como opositor Jorge Catarino, antigo presidente social-democrata da Câmara de Cantanhede.

Vem o metro ou não vem o metro?

Tags: Opinião
Autor: Casimiro Simões

0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Meteorologia

Artigos relacionados

Trevim: Leia também A imprensa enquanto suporte de uma sociedade informada e democrática Opinião
08 Fev 2024 09:28 AM

  [caption id="attachment_16708" align="alignleft" width="225"] Fortunato de Almeida[/caption] “Caiu o pano” sobre o quinto Congresso dos Jornalistas realizado recentemente em Lisboa. Diretores, jornalistas, políticos no ativo e alguns já desativados e especialistas defenderam o jornalismo enquanto “pilar da democracia”. Acompanhei...

Ler artigo
Trevim: Leia também Em tempo de eleições – Uma reflexão Opinião
25 Jan 2024 12:01 AM

[caption id="attachment_16708" align="alignright" width="225"] Fortunato de Almeida[/caption] Os partidos políticos que se foram adaptando aos novos tempos, têm valor de marca se o passado o permite, mesmo quando a circunstância que o justificou está ultrapassada. No fundo é o que...

Ler artigo
Trevim: Leia também ‘Atenção plena’ e os seus benefícios Opinião
25 Jan 2024 12:01 AM

  [caption id="attachment_8337" align="alignright" width="300"] Melanie Magalhães[/caption] Vivemos num mundo em que o nosso dia é marcado pela falta de tempo e pelo stress. Os dias de trabalho são cada vez mais longos e durante os tempos livres estamos constantemente a...

Ler artigo
Trevim: Leia também 2024 – Da Utopia a Realidade Opinião
11 Jan 2024 12:01 AM

  [caption id="attachment_19244" align="alignright" width="400"] Filomena Martins[/caption] LUZ, LUZ DA RAZÃO, Volta a brilhar no espírito dos homens, Inspira-lhes PAZ, AMOR E PÃO! Desliga o ódio, a violência, a agressão... Pára o novo Herodes que bombardeia inocentes, Faz germinar na...

Ler artigo
Trevim: Leia também Coisas da vida…pública –  Movimentos Sociais – Uma reflexão Opinião
14 Dez 2023 03:12 PM

  [caption id="attachment_16708" align="alignleft" width="225"] Fortunato de Almeida[/caption] Nas sociedades ocidentais mais desenvolvidas, as últimas gerações deram origem a movimentos sociais que, em geral, são caracterizados por uma conceção de democracia participativa e com maior empenhamento cívico, a sustentabilidade do...

Ler artigo
Trevim: Leia também O verdadeiro Natal Opinião
14 Dez 2023 02:58 PM

Conto de Jó Dutra Era uma vez uma aldeia, daquelas onde todos se conhecem, no vale de uma grande montanha, junto a um bosque muito verde e fresco chamado Bosque das Pinhas. Era um sítio composto apenas de pinheiros-bravos e...

Ler artigo
Definições de Cookies

A TREVIM pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são essenciais para fornecer serviços disponíveis no nosso site e permitir que possa usar determinados recursos no nosso site.
Estes cookies são usados ​​para fornecer uma experiência mais personalizada no nosso site e para lembrar as escolhas que faz ao usar o nosso site.
Estes cookies são usados ​​para coletar informações para analisar o tráfego no nosso site e entender como é que os visitantes estão a usar o nosso site.

Cookies estritamente necessários Estes cookies são essenciais para fornecer serviços disponíveis no nosso site e permitir que possa usar determinados recursos no nosso site. Sem estes cookies, não podemos fornecer certos serviços no nosso site.

Cookies de funcionalidade Estes cookies são usados ​​para fornecer uma experiência mais personalizada no nosso site e para lembrar as escolhas que faz ao usar o nosso site. Por exemplo, podemos usar cookies de funcionalidade para se lembrar das suas preferências de idioma e/ ou os seus detalhes de login.

Cookies de medição e desempenho Estes cookies são usados ​​para coletar informações para analisar o tráfego no nosso site e entender como é que os visitantes estão a usar o nosso site. Por exemplo, estes cookies podem medir fatores como o tempo despendido no site ou as páginas visitadas, isto vai permitir entender como podemos melhorar o nosso site para os utilizadores. As informações coletadas por meio destes cookies de medição e desempenho não identificam nenhum visitante individual.